20 de outubro de 2015

Poker promove encontro pioneiro para goleiros

Postado por Fabio Ritter

_RIC8907

Durante esta segunda-feira, 19 de outubro, uma plateia ansiosa aguardava grandes nomes do futebol brasileiro em Porto Alegre. Entre eles, estavam os goleiros Paulo Victor, do Flamengo, Bruno Grassi, do Grêmio, além do ídolo Zetti. O público presente no 1º Workshop “A melhor defesa”, pioneiro no Brasil – realizado pela Poker, marca gaúcha de artigos esportivos, e Fechando o Gol, academia de goleiros de São Paulo – lotou o teatro do CIEE e garantiu ótimo conteúdo e boas informações para atletas amadores, profissionais, da base e interessados na profissão. Foram cerca de 400 pessoas aguardando para debater sobre os desafios e o dia a dia do goleiro.

_RIC8995
Durante sua palestra, Zetti falou sobre gols tomados. “Quanto mais gol um goleiro toma, melhor ele fica. Ninguém quer errar, mas essa é a melhor forma de aprender a jogar futebol. Só que não adianta tomar sempre o mesmo tipo de gol, é preciso trabalhar em cima do erro para fazer ainda melhor”, afirmou.

_RIC9239
Paulo Victor esperou por 10 anos para alcançar a titularidade no Flamengo. “É muito difícil um goleiro ter erro zero, mas é preciso estar sempre evoluindo. Fiquei cerca de 3 anos sem participar do coletivo do Flamengo, mas esperei e com muito trabalho agarrei a oportunidade.” O arqueiro do Flamengo ainda comentou sobre sua cobrança. “Eu me cobro muito, preciso estar em constante melhora. Se eu chegar, por exemplo, aos 35 anos sem evoluir, vou parar. Afinal, tudo evolui: desde a bola até o gramado. E com o goleiro não pode ser diferente.”

_RIC9586
Já o goleiro do Grêmio, Bruno Grassi, contou sobre sua experiência na Europa e nos clubes do sul. “Sempre tive o sonho de ser goleiro profissional e jogar em um grande clube. Por muito tempo tive que jogar no primeiro semestre para garantir o segundo. Mas eu aprendi muito com isso, tive muito mais perseverança e persistência. Fiz tudo com excelência, cada jogo é uma decisão. Graças a Deus pude fazer um bom trabalho no Gauchão 2015 e garantir contrato com um grande clube como o Grêmio”, finaliza.
Além dos atletas profissionais, participaram dos painéis os preparadores de goleiro Daniel Pavan, do Internacional, Wagner Miranda, do Flamengo, e Felipe Rodrigues, da Academia de Goleiros Fechando o Gol. O primeiro preparador de goleiros do Brasil, Valdir de Moraes, foi homenageado e participou de um bate-papo com Zetti sobre a formação de goleiros no Brasil e a evolução da preparação dos arqueiros. Na plateia, os goleiros Muriel, Galatto e Rafael Dal Ri aproveitaram para prestigiar o evento.