9 de fevereiro de 2009

Rebote

Postado por Fabio Ritter

Espalmar uma bola sempre é uma jogada arriscada, porém necessária. Em algumas situações pode-se espalmar muito forte e a bola encontrar um adversário que a coloque no gol. Outra vez, pode-se dar um leve toque na bola que acaba tirando a chance de conclusão do oponente. Por essa constante incerteza na técnica de espalmar a bola, se treina muito este tipo de jogada para se optar pelo desvio mais seguro possível.

Quando se desvia a bola para os lados, o goleiro, geralmente, evita que ela encontre algum adversário em posição de arremate e dá tempo a ele mesmo de se levantar e se posicionar para a jogada seguinte. Além disso, quando o chute é mais forte e mais angulado, pode-se diretamente desviar a bola para escanteio. Tais técnicas de desvios devem ser treinadas com frequência pois são jogadas vistas em abundância nas partidas.

No jogo entre Santos e Palmeiras, válidos ontem pelo Paulistão, o goleiro Fábio Costa, espalmou para frente de sua meta um chute forte vindo da entrada da área. Dessa forma, possibilitou o rebote ao atacante Keirrison que estava dentro de sua área. Falhou o goleiro ao não prever uma técnica diferente de desvio. Um desvio lateral seria a opção mais segura e que, também nesse caso, não resultaria em lance de perigo. Veja no vídeo abaixo: