26 de maio de 2014

Treinamento Combinado Força e Técnica

Postado por Fabio Ritter

*por Alex Oliveira

Quando falamos em treinamento de goleiros podemos dividi-lo em Treinamento Individual e Treinamento com o Grupo. No primeiro tipo, se trabalha tanto a parte técnica quanto a parte física. Hoje em dia, inclusive, podemos trabalhar essas modalidades ao mesmo tempo, no mesmo exercício. Uma das valências físicas que encontrávamos grande dificuldade em trabalhar em conjunto com a técnica era a força, pois esta muitas vezes utilizava os exercícios de musculação (aparelhos) para tal treino. Para facilitar nossas vidas um método relativamente novo e eficaz de treinamento é o Treino Funcional.

Treino funcional nada mais é que exercícios que se baseiam nos movimentos naturais do nosso corpo, nos quais conseguimos ganhar força, equilíbrio, flexibilidade, condicionamento, resistência, agilidade e trabalhando inclusive a musculatura mais profunda. Esses exercícios nos tiram das máquinas da academia, pois utilizamos acessórios como cordas, elásticos, cones, discos, bolas, hastes, entre outros. Um método que inclusive ajuda a prevenir lesões, gera melhorias cardiovasculares e definição muscular.

No entanto quando falamos em goleiro não podemos esquecer-nos das atividades específicas executadas por ele durante o jogo e utilizar tais movimentos no treinamento. Assim, podemos juntar o treino de força pelo método funcional para melhora da força aos movimentos específicos do goleiro fazendo assim um treinamento de transferência específico para o goleiro. Pois como mostram alguns estudos que se após uma ação tensional for realizado de forma imediata uma ação de potência, esta pode ser melhorada.

Nos vídeos abaixo executamos quatro tipos de treinos funcionais. No primeiro, se pode ver o goleiro fazendo um treino com ênfase em costas utilizando a fita de TRX e depois um movimento específico de queda e pegada. No segundo, o goleiro faz movimentos para o quadríceps femoral usando pra tal o Tirante Muscular e após o mesmo executa movimentos de queda e pegada. O terceiro também usando o TRX para membro superior com ênfase em peitoral e após a parte específica novamente. O Quarto exercício usou novamente o Tirante Muscular, mas agora pra estimular os Isquiotibiais e finalizando com movimentos específicos.

O bom desse tipo de atividade é usar o peso do próprio corpo e algumas ferramentas portáteis. Pode-se ter um ótimo resultado sempre respeitando o tipo de esforço que o goleiro tem durante um jogo.

Exercício 1

Exercício 2



Exercício 3




Exercício 4